Secretaria da Educação firma novos contratos de terceirizados regidos pela Lei Anticalote

Slide1A Secretaria da Educação do Estado da Bahia assinou, nesta sexta-feira (15), novos contratados com empresas vencedoras da licitação dos serviços terceirizados, amparados pela Lei Anticalote, que garante o pagamento dos salários e encargos dos trabalhadores. Além disso, foi inserido nos contratos um dispositivo inovador, que garante o pagamento direto nas contas dos prestadores de serviços. Os contratos já foram homologados e valem a partir de 1º de julho.

O número de contratos foi reduzido de 120 para 12, o que permitirá maior controle e fiscalização. A recomendação da Secretaria da Educação é para que as empresas contrarem os prestadores de serviços que já atuam nas escolas. O encerramento dos contratos com as empresas antigas ocorreu no dia 30 de junho, por recomendação do governador Rui Costa.

Fotos: Suami Dias

Governo da Bahia paga hoje promoção para 22 mil professores

Plano Pedagogico Colegio Mestre Paulo dos Anjos (1)

O Governo do Estado vai efetuar, nesta quinta-feira (30), o pagamento de R$ 7,9 milhões referentes às promoções nas carreiras de 22.853 professores da rede estadual de ensino, o que vai representar um impacto na folha de pagamento de R$71,8 milhões, em 2016. Esta é a terceira promoção concedida para a categoria consecutivamente, a partir de 2014, gerando um impacto acumulado para os cofres públicos de R$ 306 milhões, em três anos.

Os professores vão ter um ganho total de 14,05% sobre seus vencimentos, somando a promoção paga hoje, às concedidas nos anos de 2014 e 2015. As promoções nas carreiras foram fruto de acordo com os representantes da categoria, em 2014, assegurada, posteriormente, pela sanção da Lei Estadual 13.185/2014.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, destacou a valorização dos profissionais da educação. “A promoção na carreira do magistério é parte da política de valorização dos docentes da rede estadual e fruto de uma parceria com a nossa Uneb. Além disso, a partir dos cursos de Atualização em Práticas Pedagógicas e Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, os professores e coordenadores pedagógicos aperfeiçoaram o vínculo entre a prática pedagógica e as Tecnologias da Informação e Comunicação, contribuindo para o fortalecimento da qualidade da Educação Básica do Estado da Bahia”.

Já o secretário da Administração do Estado, Edelvino Góes, destacou o comprometimento do Governo com a categoria, em conceder as promoções que geraram ganhos reais para os professores, mesmo diante da situação econômica do país. “Enquanto vários estados estão com problemas para manter em dia o pagamento dos salários dos servidores, o Governo da Bahia demonstra seu o comprometimento com o funcionalismo, pagando a folha pontualmente e cumprindo os acordos assumidos”, enfatizou.

Os mais de 22 mil professores que tiveram direito às promoções foram aprovados no segundo módulo do curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Iniciado em 2014, na modalidade Educação a Distância, o curso foi obrigatório para a promoção do magistério público dos Ensinos Fundamental e Médio do Estado da Bahia.

A promoção concedida este ano gerou o impacto mensal de R$7.996.494,00 na folha de pagamento do Estado. Os 22.853 professores beneficiados representam 68,25% dos efetivos. Os docentes terão um ganho salarial equivalente a 7% do seu rendimento total, sendo que 1,75% deste percentual foi antecipado desde junho de 2015, no início do curso.

O procedimento foi o mesmo nos anos anteriores, os professores que perceberam as promoções tiveram que concluir os cursos de aperfeiçoamento. Após os cursos, os docentes obtiveram a promoção nos graus de carreira, desde que cumprissem a carga horária mínima de cada etapa e tenham sido aprovados.

O primeiro módulo do curso foi iniciado em julho de 2014, com promoção na carreira referente à aprovação desta fase concedida em junho de 2015. Já as atividades do segundo módulo tiveram início em março de 2015 e compreenderam quatro etapas: Currículo e Avaliação: Apropriação Tecnológica, Inovação e Diversificação; Educação para a Diversidade e Inclusão; Memória, Investigação Científica e Produção Artística na Perspectiva da Prática Pedagógica Interdisciplinar e Produção Colaborativa e Compartilhamento de Material Didático-pedagógico com Uso de Conteúdos Digitais.

* Com informações da SAEB

Colégio Estadual de Seabra promove 2ª “Gincana do Conhecimento”

DamaNos dias 15, 16 e 17 de junho aconteceu no Colégio Estadual de Seabra a 2ª edição da Gincana do Conhecimento. A escola foi movimentada durante esses dias com atividades de dança, música e outras que exigiam muita habilidade e raciocínio lógico, como o “Simuladão”, que desafiou os alunos com questões objetivas e ainda a grande novidade dessa edição, a “Dama Humana”. Nessa atividade as equipes duelaram em um tabuleiro de Damas em tamanho ampliado, em que os próprios alunos simulavam as peças do jogo comum. A criatividade e as habilidades artísticas foram testadas também na produção da “Rádio Novela”, prova essa, que arrancou a concentração dos alunos para se manterem atentos às histórias criadas pelas demais equipes.

RadioO lado social não ficou de fora da edição 2016 da Gincana do Conhecimento. O estímulo à doação de sangue novamente foi colocado como meta. A parceria com o HEMOBA – Seabra continua dando certo e ajudando a mudar os hábitos da população seabrense aumentando, consequentemente, a participação na doação de sangue.

A arrecadação de alimentos atingiu quase cerca de 2,5 toneladas. As cestas básicas foram doadas para instituições que realizam projetos sociais como o Centro Espírita Caminho da Verdade e o Projeto Vida e Esperança. Outra parte das cestas básicas foram doadas para os funcionários do Colégio Estadual de Seabra.

A culminância da Gincana aconteceu na noite de sexta-feira, 17, em conjunto aos festejos juninos da escola. A festa contou com a apresentação de quadrilhas, casamento da roça, apresentações musicais e literárias e a tão esperada divulgação da equipe campeã da Gincana, a “Lampiões”.lampioes

Por Marcos Santana

Secretaria da Educação divulga nova convocação de professores da seleção REDA

RedaA Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, nesta terça-feira (21), uma nova convocação dos professores aprovados no processo seletivo pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), para a Educação Básica e Educação Profissional, conforme Edital Nº 001/2015 de 04/06/2015. Desta vez, os 609 convocados podem escolher o município de sua preferência onde houver vaga disponível para a sua disciplina de formação.

De acordo com a superintendente de Recursos Humanos da Educação, Ana Catapano, o Estado abriu o leque de possibilidades para o candidato. Há vagas em determinados municípios, mas não havia classificados. O que o Governo está fazendo é oferecer outros municípios para que o candidato escolha onde pode e quer atuar, afirma.

Confira as listas

 O candidato pode fazer a opção por mais de um município onde houver disponibilidade de vaga da sua disciplina. Para isso, o professor convocado deverá abrir processo a ser protocolado em um Núcleo Regional de Educação (NRE) ou no SAC Educação, no prazo máximo de cinco dias úteis, a partir da data de convocação. O processo deverá conter o Termo de Opção e a cópia do diploma de conclusão de curso de nível superior.

Até agora, o Governo da Bahia já convocou mais de 9 mil professores para preencher as 6.145 vagas da Seleção REDA, sendo que cerca de 5.000 já assinaram o contrato com a Secretaria e assumiram a sala de aula.

Foto: Claudionor Junior

Secretaria da Educação do Estado divulga seleção do Universidade Para Todos

DSC_0423A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulga, nesta terça-feira (21), no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), o resultado da seleção para 12.825 vagas do cursinho Universidade Para Todos (UPT). As aulas, preparatórias para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), acontecem em Salvador e em mais 177 localidades do Estado da Bahia, nos 27 Territórios de Identidade. A matrícula será realizada de 5 a 8 de julho, no local e no turno que o candidato escolheu para cursar. As aulas serão iniciadas no dia 5 de julho.

“O projeto Universidade para Todos é uma parceria que fortalece a relação da Secretaria da Educação com as nossas universidades estaduais. Para além da pesquisa e do ensino de excelência que as universidades têm, este projeto demonstra bem o potencial das estaduais também na extensão, pois é um serviço de grande relevância, na medida em que beneficia nossos estudantes, na preparação para o ingresso ao Ensino Superior”, comenta o secretário da Educação da Bahia, Walter Pinheiro.

DSC_0440Matrícula – Para se matricular, o candidato deverá apresentar a original e as cópias de documentos como RG, CPF, histórico escolar e comprovante de residência. Se menor de idade, a matrícula deverá ser feita pelos pais ou responsáveis.

Neste ano, foram inscritos 22.281 candidatos. Um dos critérios da seleção é a nota de Português e Matemática, que o estudante declarou no ato da inscrição e que precisa ser comprovada, no ato da matrícula, com a apresentação do histórico escolar. Este documento também comprova se o estudante é oriundo da escola nas redes públicas estadual ou municipal.

Beneficiados - São beneficiados pelo UPT estudantes regularmente matriculados, em 2016, no 3º ano do Ensino Médio regular seriado ou no 4º ano da Educação Profissional integrado ao Ensino Médio da rede pública estadual e/ou municipal do Estado da Bahia. Também puderam se inscrever alunos que tenham cursado o Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries / atual 6º ao 9º anos) ou modalidades correspondentes e 1ª e 2ª séries do Ensino Médio regular em escolas públicas municipais e/ou estaduais no Estado.

O programa contempla, ainda, egressos da rede pública de ensino estadual e/ou municipal do Estado da Bahia, ou seja, que tenham os Ensinos Fundamental II e o Médio, regular seriado ou modalidades correspondentes, cursados em escolas públicas municipais e/ou estaduais no Estado. 

DSC_0448Sobre o UPT – O projeto oferece aulas regulares de Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura e Língua Estrangeira (Inglês e Espanhol), de segunda a sexta-feira, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o ENEM, aulões, simulados e orientação vocacional. O curso oferece, ainda, material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.

Fotos: Roberta Rodrigues

Governo regulamenta Lei de primeiro estágio e primeiro emprego

Primeiro_estagio

O governo do Estado regulamentou a Lei nº 13.459/2015 que institui o Projeto Estadual de Incentivo à Concessão de Estágio e Primeira Experiência Profissional (Primeiro Estágio – Primeiro Emprego), a estudantes egressos da Rede Estadual de Educação Profissional e a jovens e Adolescentes qualificados por programas executados pelo Estado da Bahia. O Decreto nº 16.761 foi publicado, nesta quarta-feira, no Diário Oficial do Estado e a ação faz parte do programa Educar para Transformar que visa à formação de uma rede de parcerias para a melhoria da educação pública na Bahia.

Só para os órgãos públicos estaduais, serão ofertadas 9 mil vagas, no âmbito do projeto, até 2017. “Com este projeto, o Estado está estimulando que a iniciativa privada e prefeituras, juntamente com o conjunto de órgãos do Governo do Estado, acolham estudantes e egressos da rede estadual de Educação Profissional. O mais importante da ação é o impacto positivo para milhares de estudantes que terão a oportunidade de uma inserção cidadã no mundo do trabalho”, afirma o secretário da Educação Walter Pinheiro.

Os estudantes poderão atuar em empresas públicas e privadas por meio de contratos de estágio, aprendizagem ou primeiro emprego. A seleção dos estudantes será feita considerando o rendimento escolar, a partir de um banco de dados disponibilizado pela Secretaria da Educação do Estado ao Serviço de Intermediação para o Trabalho (Sinebahia).

Walter Pinheiro é empossado como secretário da Educação

Walter-Pinheiro3Depois de aceitar o convite do governador Rui Costa, Walter Pinheiro tomou posse como secretário da Educação em cerimônia realizada na tarde desta segunda-feira (6), no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. O evento foi bastante concorrido e contou com a presença do ex-titular da pasta, Osvaldo Barreto, dos senadores Otto Alencar (PSD/BA), Lídice da Mata (PSB/BA), e Roberto Muniz (PP/BA), que a partir de agora ocupa a cadeira de Pinheiro no Senado, além de diversos deputados federais e estaduais e outras autoridades, como o ex-governador Roberto Santos e os reitores das quatro universidades estaduais (UEFS, UESC, UNEB e UESB).

No evento, o governador enfatizou a escolha e os desafios para a nova gestão. “Nos últimos anos, temos dado passos largos e vamos continuar avançando nesse sentido. Para ser secretário de estado, é preciso ir além, é preciso ter capacidade e tranquilidade para escolher uma boa equipe, ter paixão pelo que faz, se dedicar de corpo e alma ao trabalho. E são essas convicções que me fizeram convidá-lo, [Pinheiro], para assumir esse posto. Eu sou a prova viva de que a educação transforma a vida das pessoas e esta é a minha convicção na capacidade de mobilização de Pinheiro, de contagiar a alma dessas pessoas, de sensibilizar e envolver as famílias nesses processo”, explicou Rui.

Emocionado, Pinheiro destacou um pouco da atuação que o trouxe de volta à Bahia, agora como secretário da Educação, e afirmou que esse é um novo desafio na sua trajetória política. “Para mim foi uma honra o convite de assumir essa missão, reconhecendo que esse é um terreno delicado, que lida com a mudança de vida das pessoas. A vantagem é que antes de mim quem trabalhou nele foi o professor Osvaldo Barreto, que muito contribuiu e abriu espaço nesse campo. E assumo hoje a responsabilidade de, a partir desse legado, dar os próximos passos rumo à melhoria da educação no estado”, disse.

Walter-Pinheiro2Pinheiro também lembrou de sua trajetória como parlamentar, quando integrou a subcomissão e a CPI encarregada de investigar desvios na aplicação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). “Visitei diversos municípios em que foram identificadas irregularidades, no total de 113 apenas na Bahia”, lembrou. Também foi Pinheiro que propôs a substituição do Fundef pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica Pública e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb), que distribui a arrecadação vinculada à educação para todos os alunos de creches, pré-escola, ensino fundamental, ensino médio, educação de jovens e adultos e educação profissional de nível técnico. O Fundeb foi criado através da Emenda Constitucional 53/2006 e regulamentado em 2007, em substituição ao Fundef, que se limitava aos alunos das oito séries do ensino fundamental.

O secretário também citou que quando atuava no Congresso Nacional apresentou o decreto legislativo 402/97, que surtou os efeitos do Decreto 2.208 que visava destruir o conjunto de escolas técnicas públicas federais e estaduais e lembrou que conduziu a bancada de apoio ao governo para a aprovação do Plano Nacional da Educação, em 2014. Ao citar valores que lhe foram passados pelos pais, como o empenho com os estudos, Pinheiro saudou a presença de sua mãe, Anatildes Pinheiro, a esposa, Ana Pinheiro, os filhos e os seis netos, que também estiveram presentes na cerimônia.

Antes de transmitir o cargo, Barreto ressaltou a missão que cumpriu durante os últimos anos. “Gostaria de registrar minha satisfação dos 6 anos e oito meses que toquei essa casa e de agradecer à equipe da Secretaria da Educação, porque esse trabalho não poderia ter sido feito sozinho, além da parceria com todos os secretários e colegas nessa missão de transformar a Bahia”.

Pasta prioritária 

Eleito senador em 2010, com mais de 3,5 milhões de votos, Pinheiro se afastou do mandato para assumir uma das pastas prioritárias do Governo do Estado e que tem elaborado planos e projetos que estão mudando a educação pública na Bahia, como o programa Educar para Transformar – um Pacto pela Educação.

Desde a semana passada, o novo secretário tem se reunido com gestores da Secretaria da Educação, reforçando que acredita na escola como um ambiente de transformação e socialização e que precisa estar cada vez mais integrada com a comunidade. Natural de Salvador, Pinheiro é casado e tem três filhos. É técnico em telecomunicações, tendo iniciado a carreira profissional na antiga Telebahia, no fim da década de 70, na chefia de importantes centros de manutenção e operação na capital.

 *Com informações da Secom

Walter Pinheiro assume Secretaria da Educação do Estado

Secretario

O secretário Walter Pinheiro assumiu, nesta sexta-feira (03), a Secretaria da Educação do Estado da Bahia. Deputado federal por quatro legislaturas, ex-secretário de Planejamento do Estado da Bahia (2009), Walter Pinheiro foi eleito senador, em 2010, com 3.630.944 votos. Na tarde desta sexta, o secretário Walter Pinheiro conversou com gestores da Secretaria da Educação e disse que todos os esforços serão empreendidos para ampliar a qualidade da educação pública na Bahia, principal marco do governo Rui Costa, por meio do programa Educar para Transformar.

“Eu fiquei impressionado como o governador Rui Costa se joga nos detalhes da Educação. Em todas as conversas que tive com o governador, ele sempre fala que visita uma escola nas cidades aonde vai. Ele conta, de maneira emocional, que é nestas visitas o maior aprendizado que ele colhe para a Educação. E este foi o ponto mais interessante que me motivou a vir para cá”, afirmou, destacando a disposição para contribuir. “Estou com uma disposição danada de fazer. O tempo é curto, mas nada que a gente não possa programar, somar e tentar fazer tudo o que tiver ao nosso alcance pela Educação”, afirma.

O secretário disse que a escola é um ambiente de transformação e precisa estar mais integrada com a comunidade. “Eu acredito que a escola tem que ter esse apelo, de ser um lugar aonde o estudante vai se encontrar e descobrir sua capacidade. A escola é o melhor ambiente para a construção da cidadania, é aonde o indivíduo se socializa e interage. A escola tem que ser atraente e agradável e estar mais aberta, promovendo a integração com a comunidade do seu entorno”, acrescenta.

Tanto na Câmara Federal como no Senado, Walter Pinheiro assegurou investimentos para as escolas técnicas, sendo um dos responsáveis pela revogação da 2208 que pretendia extinguir estas instituições de ensino no país. Além de garantir recursos para as ETs ele também foi o relator das cinco universidades implantadas na Bahia (Universidade Federal do Oeste da Bahia, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Universidade Federal do Sul da Bahia e Universidade Federal do Vale do São Francisco e Universidade da Lusofonia).

Walter Pinheiro tem defendido o Pacto Federativo e acredita que o regime de colaboração entre o Estado e os municípios baianos, impulsionado pelo Educar para Transformar, visando alfabetizar as crianças com até oito anos de idade, é fundamental para fortalecer as políticas públicas de educação nas diferentes ciclos da educação básica.  “Vamos fazer este diálogo da Educação com os municípios da Bahia e estreitar a parceria com as universidades estaduais que têm uma produção acadêmica valiosa e podem contribuir, com o acumulado histórico, com a educação básica”, afirmou, ao acrescentar o processo de escuta, diálogo e trabalho em equipe com os servidores da Educação. “É importante também escutar para dentro. Ninguém mais do que os servidores, professores, gestores e estudantes, podem ajudar do que as pessoas que estão na Secretaria da Educação”, ressalta.

Da área de Tecnologia da Informação, Walter Pinheiro, esteve à frente no Senado das discussões e elaboração do Marco Civil da Internet e, enquanto secretário da Educação vislumbra ampliar o uso de ferramentas virtuais de Tecnologia da Informação na Educação, como o uso de softwares livres. “Eu me dediquei muito nesta área da pesquisa, fiz parte da Comissão de Ciência e Tecnologia o tempo todo e esta é uma das minhas prioridades, sempre dialogando com outras secretarias”.

Fonte: Ascom/Educação

SEMANA DO MEIO AMBIENTE: Estudantes de Morro do Chapéu ensinam a reaproveitar sobras de alimentos e a evitar o desperdício

13Ações sustentáveis e de conservação do meio ambiente desenvolvidas no Centro Estadual de Educação Profissional Centro Baiano Jubilino Cunegundes (Ceep), no município de Morro de Chapéu, têm se destacado pela sua importância ambiental e social. Os estudantes do curso técnico em Alimentos estão reaproveitando sobras de alimentos na preparação de pratos nutritivos, sustentáveis e economicamente viáveis. Dentre as receitas, está um saboroso arroz verde que utiliza talos de verduras e um refrigerante natural feito à base do suco e da casca da laranja (veja receitas abaixo).

A atividade tem dado tão bons resultados que as experiências serão repassadas para a comunidade local com o Projeto Mente Aberta. A ação será na unidade escolar, na quarta-feira (8/06), em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no dia 05 de junho. O projeto será aberto para a comunidade e acontecerá durante todo o dia. Os visitantes poderão fazer degustação de produtos e aprender diversas receitas.

Sobre o projeto - O Projeto Mente aberta apresenta a culminância de experiências desenvolvidas pelos alunos dos cursos técnicos em Agroecologia e em Alimentos, cujo principal objetivo é desenvolver a capacidade de pesquisa e inovação científica com projetos socioambientais e novas experiências culinárias. Com isso, ao mesmo tempo em que estudam a técnica, também aprendem o valor social da futura profissão. Para a professora Rosiane Uchoa, responsável pelas atividades de reaproveitamento de sobras, as receitas apresentadas “são importantes para que as pessoas aprendam a gerenciar bem o alimento e a produzirem pratos seguros, sem desperdício, de baixo custo e alto valor nutricional”.

As estudantes aprovaram as receitas e o conhecimento adquirido com o reaproveitamento de sobras. “Estou amando descobrir estas receitas, estou mudando os hábitos e me alimentando bem. Também estou passando o conhecimento para a família e amigos”, diz a estudante do 2º ano do curso técnico em Alimentos, Magda Oliveira, 19 anos. “A comida que antes iria para o lixo, agora faço novos pratos. Isso, graças ao curso”, acrescenta a estudante do mesmo curso, Geciane da Silva, 19.

Ação social – De acordo com a professora Rosiane Uchoa, a partir do mês de julho, as receitas feitas com o reaproveitamento de sobras serão repassadas para as famílias de comunidades carentes de Morro do Chapéu. “Pelo seu valor nutricional e baixo custo, decidimos ensinar a algumas famílias carentes. Vamos começar pelo bairro Alto da Chapada, para as mães de crianças que fazem parte do Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil)”, informa.

RECEITAS

ARROZ VERDINHO

 1 kg de arroz

Talos de verduras que seriam jogados fora (bem picados)

2 cebolas picadas3

2 dentes de alho inteiro

1 colher de açafrão

óleo pra dourar

sal a gosto

Modo de preparo:

Lavar o arroz e secar

Refogar em óleo talos, cebolas e alho com açafrão e sal.

Adicionar água e aguardar cozimento

Obs. Rico em sais minerais, um alto poder nutricional e uma fonte riquíssima de ferro.

REFRIGERANTE NATURAL

6 laranjas (suco e casca)

200 ml de suco de limão

2 cenouras médias

1 litro de água

Açúcar a gosto

Modo de preparo:

Bater laranja, cenoura e o suco de limão. Logo após coar, adicionar água e adoçar a gosto.

Repousar em geladeira em frasco bem tampado por 3 horas para gaseificar.

Bebida refrescante, de baixo índice calórico, altamente nutritiva e de baixo custo.

Escolas estaduais auxiliam inscrições e intensificam preparação para o Enem

120913CG139

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começaram, nesta segunda-feira (09), e os estudantes que estão concluindo o ensino médio não escondem a expectativa pela realização da prova, que apesar de ser realizada em novembro, é considerada decisiva para quem quer ingressar nas universidades. Nas escolas estaduais, muito estudantes estão aproveitando os laboratórios de informática para fazer a inscrição e também acessar os quase 4 mil conteúdos preparatórios para o Enem, inclusive vídeoaulas, que são disponibilizados pela Secretaria da Educação do Estado, no Portal da Educação (educação.ba.gov.br).

No Co­légio Es­ta­dual Mestre Paulo dos Anjos, lo­ca­li­zado no Bairro da Paz, o dia foi de ansiedade para os estudantes, que contam com o apoio da gestão escolar no processo de inscrição. “O serviço que disponibilizamos visa facilitar a vida do estudante que tem alguma dificuldade de acesso à internet. No ano passado, fizemos mais de 70 inscrições e, este ano, este número deverá dobrar porque notamos um aumento gradativo do interesse dos nossos alunos pelo Enem”, afirma a diretora Elísia Mélia Silva Santos.

Cursando o 3º ano, Elane Carneiro, 18 anos, sonha em estudar Pedagogia ou Enfermagem e, para isso, vem se aprimorando nos estudos. “Fiz as provas do Enem, no ano passado, como experiência, mas este ano é pra valer. Pretendo deixar o emprego no salão de beleza para focar, a partir de agora, nos conteúdos do Exame através das aulas e do Portal da Educação”. O estudante Gabriel Ferreira, 17 anos, 2º ano, ainda não poderá concorrer oficialmente ao Enem por ainda não ter completado 18 anos e nem ter concluído o Ensino Médio no período da realização das provas do Exame. Mas quer passar pela experiência. “Quero testar o meu nível e sei que isso é importante para que, quando for para valer, eu faça as provas mais confiante”, declara.

Aulas – Para contribuir com a assimilação dos conteúdos, o colégio vai promover, além do tradicional simulado, entre agosto e setembro, aulas de reforço de Português e Matemática, às sextas-feiras, nos turnos matutino e vespertino. “É mais uma oportunidade de os alunos absorverem os conteúdos, sanando as suas dificuldades e incentivando-os a terem um bom êxito nas provas do Enem. Associadas às aulas, vamos fazer uma apresentação das profissões para que eles adquiram melhor poder de escolha do seu futuro profissional”, revela a professora Núbia Meira.

As professoras de química e física, respectivamente, Marilene Sharma e Marlene Alves, consideram que os estudantes estão mais atentos sobre a importância do Enem. “Observo que eles estão mais comprometidos e mais interessados em trabalhar os conteúdos do 3º ano focados para as provas do Exame”, destaca a docente Marilene. “No nosso dia a dia, intercalamos teoria e prática, dentro da realidade deles, através de conteúdos voltados para o Enem, focados na interdisciplinaridade”, completa a professora Marlene.

Portal da Educação – Paralelamente às ações desenvolvidas nas escolas, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia disponibiliza, em seu portal (www.educacao.ba.gov.br), mais de 3,7 mil conteúdos digitais por meio do Ambiente Educacional Web, organizado por disciplinas, áreas de conhecimento, temas transversais, tipo de mídia, acessibilidade e sites temáticos sobre o Enem, além de videoaulas e jogos para uso em sala de aula ou como suporte nos estudos.

Inscrições Enem 2016 – O período de inscrição prossegue até às 23h59min (horário oficial de Brasília/DF) do dia 20 de maio. O Enem funciona como um mecanismo de acesso ao ensino superior, mas não é só isso. O exame possibilita ao estudante o acesso a universidades públicas federais e estaduais, por meio do Sisu; a bolsas de estudos integrais ou parciais em instituições privadas de educação superior por meio do ProUni; a bolsas de estudo com oportunidade de intercâmbio em universidades estrangeiras, através do Programa Ciência sem Fronteira; a cursos técnicos gratuitos, por meio do SisutTec/Pronatec, e à certificação do Ensino Médio para maiores de 18 anos que não tenham concluído esta etapa. O Ministério da Educação (MEC) tem a expectativa de que oito milhões de estudantes façam as provas deste ano, que serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro.